Literatura

Literatura

Em 1912, a Emp. Ed. “O Pensamento” lançou a tradução do livro de Mulford, com o estratégico e arrojado título de “Nossas Forças Mentais: Modos de empregá-las com Proveito no Comércio, na Indústria, nas Artes, nos Ofícios e, em geral, em Todos os Atos e Situações da Vida”.  Em setembro do mesmo ano, sai a edição para 1913 do Almanach d`O Pensamento Scientífico, Philosófico e Literário, ornado com numerosas gravuras. A tiragem inicial é de vinte mil exemplares, enorme para a época.

A redação do novo periódico fica a cargo de colaboradores da editora e do Círculo, como o ilustre poliglota, cabalista, astrólogo e profundo conhecedor da filosofia esotérica, Francisco Valdomiro Lorenz. Toda a parte astrológica e astronômica do almanaque fica sob a responsabilidade de Lorenz, bem como os ensaios esotéricos que eram publicados nele.

Em março de 1917 é fundado (por AOR) o Instituto de Sciencias Herméticas, que passa ministrar um curso de psicologia experimental. Do prelo das oficinas tipográficas da Editora saem os volumes que vão compor a coleção do instituto: Educação Pessoal, Hipnotismo, Magnetismo, Medicina Oculta, Radiopatia, Magia Teúrgica, Grafologia, Fisiognomonia & Frenologia, Quiromancia e Astrologia.

Nessa época, as obras sobre radiopatia, hipnotismo, magnetismo e fisiognomonia e frenologia são raríssimas de se encontrar em língua portuguesa.

A literatura sobre medicina homeopática e naturalista também está presente entre os autores da casa, representada, principalmente pelo famoso Dr. Alberto Seabra, que lançou em 1916 o livro  Phenomenos Psychicos. Mas, sem dúvida, o grande best-seller nessa área é a obra Receituário dos Melhores Remédios Caseiros, de Francisco Valdomiro Lorenz.

A expansão de ordens esotéricas e espiritualistas não parou mais desde que o pioneiro Antônio Olívio fundou o Círculo Esotérico na primeira e já distante década do século XX.

Mais que criar do “nada” a primeira ordem esotérica brasileira, AOR é um iniciado como poucos. Sempre respeitou as diferenças e, na realidade, acha-as imprescindíveis para o progresso material e espiritual da humanidade.

Esse trabalho quixotesco, hercúleo, pioneiro e desinteressado  de Antônio Olívio traz uma grande luz espiritual para todo o Brasil e abre a mente de milhares de pessoas a outras possibilidades espirituais. As sementes de seu trabalham começam então a dar os primeiros frutos e abrir caminhos para novas possibilidades de religação com o Alto.

***

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.